A deputada estadual Detinha, pré-candidata a prefeita de São Luís pelo Partido Liberal (PL), vê machismo na decisão do instituto Datailha de excluir seu nome de pesquisa eleitoral realizada na capital.

O resultado do levantamento – que ignorou, ainda, o nome da pré-candidata do PT Cricielle Muniz – foi divulgado hoje (22), no que tem sido apontado por analistas como uma estratégia para alavancar o nome do pré-candidato do PCdoB, deputado federal licenciado Rubens Júnior.

No Instagram, Detinha comparou o fato a outras situações em que ela sentiu o machismo na pela.

E, para debater o tema, marcou para as 20h uma live sobre o assunto. “Apesar de termos conquistado muito, ainda existem alguns problemas que precisam ser enfrentados. Acredito que juntas, conseguiremos combater os preconceitos que nos atingem. Vamos falar sobre isso? Hoje, às 20h, em minhas redes sociais!”, destacou.