O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ameaçou “arrebentar os dentes” de Brasil e Colômbia caso os dois países promovam alguma “agressão militar”.
Em seu discurso anual à Assembleia Nacional Constituinte (ANC) – o parlamento paralelo eleito pelo chavismo para suplantar a Assembleia Nacional, controlada pela oposição -, Maduro disse que conhece “em detalhes os planos da oligarquia colombiana e de Jair Bolsonaro”.
“Se (Brasil e Colômbia) se atreverem, vamos arrebentar seus dentes, para que aprendam a respeitar a Força Armada Nacional Bolivariana e o povo de Bolívar”, acrescentou. Segundo Maduro, “governos ajoelhados ao império norte-americano” promoveram ações “lesivas contra a soberania” da Venezuela.
Tanto Bolsonaro quanto o presidente da Colômbia, Iván Duque, reconhecem Juan Guaidó como chefe de Estado legítimo da Venezuela.
Além disso, Maduro denuncia ações de supostos grupos paramilitares colombianos na fronteira e viu cinco venezuelanos acusados de atacar um quartel no país fugirem para o Brasil.