Vinte e cinco Estados e o Distrito Federal não alcançaram, no ano passado, a meta de vacinação contra o sarampo. Contagiosa, a doença tem se espalhado desde o início do ano por Amazonas e por Roraima, mas também já há casos confirmados no Rio Grande do Sul. Segundo dados oficiais, o País registrava, até o fim de junho, 1.891 casos suspeitos da doença e 472 confirmações – a maior parte na Região Norte e 7 no Rio Grande do Sul.
Apenas o Ceará alcançou, em 2017, mais de 95% da cobertura vacinal na segunda dose – meta do Ministério da Saúde preconizada pela Organização Mundial de Saúde (OMS). No total, o Brasil tinha cobertura de 71,55% da segunda dose do imunizante em 2017, o que representa queda ante a cobertura registrada no ano anterior, que era de 79%.
A baixa vacinação preocupa autoridades e especialistas em saúde. “A pressão de retorno dessas doenças é constante. Temos um trânsito de pessoas de um lugar pra outro muito grande”, explica Flávia Bravo, presidente da Sociedade Brasileira de Imunizações no Rio.
A Secretaria Municipal de Saúde do Rio informou nesta quarta-feira, 4, que há 17 casos sob investigação. Um deles já teve resultado preliminar positivo, mas ainda se espera a confirmação pelo laboratório da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Trata-se de uma paulista de 21 anos que mora na capital fluminense. A jovem só foi diagnosticada após viajar para São Paulo, onde moram parentes – o caso também é investigado no Estado.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482