Durante a prisão de Fabrício Queiroz , agentes da Polícia Civil encontraram um cartaz que fazia menção ao AI-5, ato institucional mais rigoroso da ditadura.

O AI-5 foi assinado em 1968. Dentre as consequência dele, estão a retirada de direitos e garantias constitucionais dos cidadãos e o fechamento do Congresso.

Objeto estava em cima de uma lareira na casa em que o ex-assessor foi preso, na cidade de Atibaia, no interior de São Paulo. Segundo um policial que participou da operação, o cartaz era utilizado como um item de decoração e estava ao lado de bonecos de filmes.

Queiroz foi preso na manhã desta quinta-feira (18) na casa de Frederick Wassef, advogado do senador Flávio Bolsonaro e do presidente Jair Bolsonaro.