Erros no sistema responsável pela emissão do cartão estudantil vêm criando filas cada vez mais longas na Central do Estudante, em São Luís. O sistema foi mudado no ano passado e vem causando transtornos. O problema se agrava ainda mais uma vez que as escolas da rede municipal e estadual de ensino não estão conseguindo enviar os dados cadastrais dos seus alunos.
De acordo os estudantes, os problemas estão acontecendo desde o começo do ano, mas há três semanas, a demanda de emissão de cartões aumentou o acabou dificultando ainda mais a vida dos estudante. Segundo a presidente da Central Estudantil, Denise Duarte, várias reuniões já teriam sido feitas com o Sindicato das Empresas de Transporte, responsável pela administração do sistema, mas a cada semana é estabelecido um novo prazo e o problema não é resolvido. Cerca de 40% das escolas municipais não conseguiram enviar os dados. “Existe uma portaria, essa portaria exige algumas regulamentações nas escolas de receita, de bombeiros e a realidade de muitas escolas é bem diferente que não consegue ter toda essa estrutura. Então, a prefeitura colocou hoje essas regras e muitos estudantes estão pagando passagem inteira porque as escolas não conseguem enviar os dados dos estudantes”, declarou Denise Duarte, Presidente.
Os cartões estudantis tem validade de um ano. Sempre com bloqueio automático para o mês de março de cada ano, mas com o problema no sistema, os alunos podem continuar usando o cartão de 2018 até que a situação se regularize.
Entramos em contato com o Sindicato das Empresas de Transporte (SET) para solicitar um posicionamento sobre o assunto, mas até o momento não obtivemos retorno.
Por meio de nota, a Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT) informou que, com ajustes realizados na Central do Estudante este ano, foi exigida a realização de novo cadastro por parte das instituições de ensino, tendo havido atraso no processo de castrado dessas instituições e, consequentemente, na habilitação dos alunos para a emissão dos cartões em 2019, causando aumento da demanda.
A SMTT ressaltou ainda que os cartões estão sendo entregues no prazo previsto (a primeira via do cartão de meia passagem em 3 dias úteis, e a segunda via na mesma hora). E afirmou que, quaisquer problemas gerados em relação ao ajuste do sistema, estão sendo sanados para que nenhum aluno seja prejudicado.
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482