Acidente em Campo de Peris, BR 135 / arq 2018 / Foto: portal MA+
A quantidade de acidentes também foi considerada pequena com relação aos anos anteriores

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrou em 2019 o mês de março com a menor quantidade de óbitos nas rodovias federais dos últimos cinco anos. Foram 84 acidentes e 09 mortos nos 31 dias do mês de março. O número de óbitos é duas vezes menor que em 2018, quando 18 pessoas morreram nas BRs. Ainda a título de comparação, em fevereiro de 2019, 23 pessoas perderam a vida nas rodovias federais do estado. Em 2014 foram 27 e em 2015 houve 22 óbitos registrados.
O fenômeno é curioso porque o mês de março deste ano foi o mês que aconteceu o carnaval, quando os acidentes e vítimas quase sempre são altos. Entre as explicações possíveis para estes números está a maior prudência por parte dos condutores, que viajaram com mais atenção e cuidado, principalmente por conta do excesso de chuvas e a presença de buracos em alguns trechos; e o aumento da fiscalização, especialmente com uso de radar portátil e etilômetro.
Nos últimos cinco anos a quantidade de óbitos nas rodovias federais do estado vem diminuindo gradativamente. Em 2013 foram registrados 317 mortes no ano inteiro. No ano passado foram de 231 óbitos. A PRF observa que a tendência continua de queda do número de ocorrência de acidentes e de óbitos. De janeiro até a presente data já foram registrados 50 mortes, enquanto no mesmo período do ano anterior 63 pessoas já haviam perdido a vida.
A PRF alerta que apesar da expectativa de redução, é preciso que o condutor e demais usuários das rodovias estejam atentos, pois a grande quantidade de chuvas que vem caindo no Maranhão sempre exige maior prudência por parte dos condutores, pois neste período aumentam as aquaplanagens, derrapagens, saídas de pista e tombamentos, que em muitos casos tem consequências graves. A atenção com a observância do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) também se faz necessária com relação aos limites de velocidade, vez que a infração de trânsito mais flagrada em todo o Brasil é exatamente por excesso de velocidade. (Fonte: PRF/MA)
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482