Donald Trump e Jair Bolsonaro fizeram pronunciamento conjunto / Foto: Jim WATSON / AFP
O presidente norte-americano Donald Trump pediu durante a coletiva nesta terça-feira (19), em Washington, ao lado do presidente Jair Bolsonaro,  que as Forças Armadas da Venezuela  abandonem seu apoio ao presidente Nicolas Maduro, chamando o líder de esquerda de uma “marionete cubana”, em um apelo apoiado pelo Brasil.
“Pedimos aos membros do exército venezuelano que acabem com seu apoio a Maduro, que, na verdade, não passa de um fantoche cubano”, afirmou Trump.
Segundo o presidente americano, as futuras sanções contra a Venezuela poderão “ser mais pesadas”. Durante a entrevista, Trump também levantou a possibilidade nesta terça-feira (19) de o Brasil poder se tornar um membro da Otan.
“Eu… pretendo designar o Brasil como um grande aliado não integrante da Otan ou mesmo possivelmente, se começarmos a pensar nisso, talvez um aliado da Otan”, afirmou Trump em coletiva conjunta com Jair Bolsonaro.
“Tenho que conversar com muita gente, mas talvez um aliado da Otan, o que seria um grande avanço na segurança e cooperação entre nossos países”.
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482