x

A polícia encontrou dispositivos explosivos em Nova Jersey, incluindo um que foi detonado, informou nesta segunda-feira (19) o FBI, ao mesmo tempo em que as autoridades investigam três ataques no território dos Estados Unidos em 24 horas. Além disso, as autoridades de Nova York anunciaram nesta segunda-feira que procuram um homem de 28 anos vinculado à explosão em Manhattan que deixou 29 feridos.

O porta-voz da polícia, Peter Donald, divulgou no Twitter a foto de Ahmad Khan Rahami e informou que ele é procurado para ser interrogado a respeito da explosão de sábado à noite no bairro Chelsea. O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, disse ao canal CNN que Rahami, um cidadão naturalizado americano que mora em Nova Jersey, “pode estar armado e ser perigoso”.

As autoridades indicaram que não há provas de uma coordenação dos ataques, mas a execução dos atos em um período de 24 horas nos Estados Unidos provoca temores em termos de segurança no momento em que acontece uma dura batalha eleitoral entre a democrata Hillary Clinton e o republicano Donald Trump.

“Havia um pacote suspeito que continha múltiplos dispositivos explosivos improvisados à noite na estação de trens de Elizabeth, Nova Jersey”, informou o FBI em uma mensagem no Twitter. “No momento de desativação, um dos dispositivos foi detonado”, completa a mensagem, segundo a qual ninguém ficou ferido.

O prefeito de Elizabeth, Chris Bollawage, afirmou que o pacote foi encontrado por dois homens, que perceberam “fios e um tubo” e alertaram as autoridades. A polícia já estava investigando uma explosão em Manhattan, Nova York, um ataque com faca em Minnesota e outra explosão em Nova Jersey.

Nova York se encontra em alerta máximo. As autoridades mobilizaram 1.000 policiais e guardas nacionais nos aeroportos, terminais de ônibus e estações de metrô. O presidente Barack Obama desembarcou na cidade para a abertura, na terça-feira (20), da Assembleia Geral da ONU.

Nova York – De acordo com a imprensa, cinco pessoas foram detidas no domingo por possíveis vínculos com a bomba que explodiu no sábado em Nova York e feriu 29 pessoas – que já receberam alta -, além de ter provocado alguns danos em prédios.

A polícia encontrou uma segunda bomba a quatro quadras do local do incidente e a desativou sem problemas, para depois enviar o artefato à sede do FBI na Virginia para exames forenses. Os dois dispositivos, preparados com panelas de pressão, continham pedaços de metal, telefones, luzes de Natal e compostos explosivos, informou o jornal The New York Times, que citou fontes policiais.

O departamento nova-iorquino do FBI informou em sua conta no Twitter: “Fizemos parar um veículo que era de interesse para a investigação”, sem fazer menção a qualquer detenção. “Ninguém foi acusado de qualquer crime. A investigação continua”, completa a mensagem na rede social. A imprensa de Nova York informou que os cinco passageiros do veículo estão sob custódia para interrogatórios. (AFP)