x

O Sindicato dos Rodoviários informa que foi adiada na manhã desta terça-feira (13), a reunião entre a Diretoria da entidade, que iria avaliar os últimos acontecimentos na cidade, que resultou em um ônibus incendiado e três pessoas feridas, entre elas, o motorista e a cobradora.

O motivo do adiamento se deu porque diretores estiveram empenhados para resolver a situação de trabalhadores da empresa São Benedito, que ainda não havia sido disponibilizado a esses funcionários, o beneficio do tiquet alimentação. Essa reunião entre a diretoria do Sindicato dos Rodoviários e que deve contar com a presença de representantes da Secretaria de Segurança Pública, deve acontecer em data e hora ainda não definidas.

Logo após esse atentado, a polícia deu uma resposta imediata, prendendo e apreendendo os acusados de envolvimento no crime, sendo três deles, menores de idade. O transporte público em São Luís não chegou a ser interrompido, por não se tratar de um episódio fora de controle, como o que ocorreu em outras ocasiões em que vários ônibus foram incendiados ao mesmo tempo, causando muito pânico entre a população e um caos generalizado na cidade.

Por fim, destacamos que felizmente, a cobradora, uma das vítimas do ataque, continua internada, mas o quadro dela é estável e fora de perigo. Como ela teve queimaduras de primeiro e segundo grau, a internação é necessária para que possa receber atendimento médico adequado e se submeter a procedimentos indicados nesses casos. O presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Isaias Castelo Branco, esteve na manhã desta terça-feira no hospital Guarás, acompanhando de perto a evolução do quadro clínico da paciente e prestando toda a assistência devida. O motorista do ônibus e um passageiro, sofreram ferimentos leves, sem a necessidade de internação.