image

A estreia da quarta temporada do reality show culinário “Hell’s Kitchen: Cozinha Sob Pressão” (SBT), hoje, às 21h30, revelará um novo rosto. A chef Danielle Dahoui, 46, estreia no comando da atração e recebeu a missão de dar ao programa um tom mais ameno em relação às duras broncas que o chef Carlos Bertolazzi, ex-apresentador, distribuía aos competidores. Ela será a primeira mulher a liderar a atração no mundo – o formato é exibido em diversos países.

Com mais de 20 anos de experiência e criadora do bistrô Ruella, que já tem sete restaurantes em São Paulo e no Rio de Janeiro, Danielle se prepara para mostrar um outro lado de sua personalidade na TV. “Uma coisa é trabalhar dentro das cozinhas em que já estou há mais de 20 anos. Quando acontece um erro, eu explodo para corrigir, mas volto, respiro e entrego o prato sorrindo ao cliente. Ninguém vê o que acontece nesses bastidores, mas, no programa, isso é mostrado. É assim mesmo, se o bicho não pega, a gente não entrega o prato”.

Em busca de uma mulher para baixar o tom da atração, a direção do SBT afirma que usou uma estratégia inusitada: fez uma pesquisa no Google em busca das melhores chefs brasileiras e acabou, assim, encontrando Danielle.

Já com os primeiros episódios gravados, a chef não deve pegar leve com os competidores. Em um dos vídeos que dão uma prévia do programa, um participante diz: “Pior do que o diabo, só a mulher dele”. Danielle explica: “É a primeira vez que eu trabalho com muitas pessoas que não fazem parte de uma equipe que eu já conheço. Estamos mesmo trabalhando dentro de um clima de reality show. Por mais que tenha um roteiro, ele é derrubado todos os dias, porque as coisas vão simplesmente acontecendo”.