x

Nesta sexta a presidente Dilma Rousseff  recebeu no Palácio da Alvorada o senador e ex-presidente Fernando Collor (PTC-AL), que tem votado contra ela até agora no processo do impeachment. De acordo com petistas, a tentativa da presidente afastada é aproveitar a aproximação de Renan com Temer para conquistar o voto de Collor, que disputa o mesmo espaço político com o presidente do Senado em Alagoas.

Depois do embate no plenário, Renan se disse arrependido, mas afirmou que os petistas são “ingratos”.Ele passou parte da tarde conversando com jornalistas e mostrando cópias de reclamações que o Senado, sob sua ordem, levou ao Supremo para anular o indiciamento de Gleisi pela Polícia Federal e evitar que provas colhidas em uma busca no apartamento da senadora fossem usadas em um processo contra o marido dela.

“Vou propor um agravamento da pena por ingratidão no Código Penal”, ironizou.A sessão desta sexta durou 13 horas e meia. Ela será retomada às 10h deste sábado para com o depoimentos do ex-ministro da Fazenda Nelson Barbosa e do advogado Ricardo Lodi. A votação final do impeachment deve ocorrer até a próxima quarta (31).