z

Na coluna da jornalista Mariana Haubert do Jornal Folha de São Paulo, destacou que em base geral seis ex-ministros que ocuparão cargos no governo da presidenta Dilma Rousseff confirmar apoio ao impeachment que ocorrerá nos próximos dias em Brasília.

Entre os ex-ministros e atuais senadores do PMDB (quatro) e do PSB (dois), argumentam que votaram contra a petista por fidelidade à decisão de seus partidos, que em determinado momento romperam com o governo do PT.

A coluna destacou os seis ex-ministros sendo Garibaldi Alves (PMDB-RN), Eduardo Braga (PMDB-AM), Marta Suplicy (PMDB-SP), Edison Lobão (PMDB-MA), Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE) e Eduardo Lopes (PRB-RJ).

Mesmo se presidenta Dilma afastada Dilma Rousseff tivesse o apoio desses seis, Dilma estaria a apenas um voto de conseguir barrar o seu impeachment.