image

Elas foram as primeiras a chegar. Nas mãos, cartazes feitos em folhas de cadernos para incentivar a seleção brasileira feminina de futebol.

Mais do que chamar a atenção das jogadoras, tirar fotos e conseguir autógrafos, um trio de moradoras de Confins, cidade onde fica o aeroporto, foram ao local para ver de perto a jogadora Marta, que sempre foi idolatrada por elas e que sempre foi uma inspiração.

“Estou até arrepiando já. A Marta joga demais. As outras jogadoras do Brasil também jogam muito. Mas a Marta é a número um”, disse a dona de casa Vera Lúcia Ribeiro, 35. A admiração pela Marta é tão  grande que ela e as amigas passaram a jogar futebol por causa da estrela brasileira.

“Jogamos bola toda terça-feira. A começamos a jogar por causa dela. E é todo mundo querendo jogar com a camisa da Marta na pelada. É muito emocionante estar aqui e mostrar todo o nosso carinho por ela, completa Vera Lúcia.

A confiança é tanta na camisa 10 e na seleção feminina que as torcedoras acreditam que chegou a hora do Brasil conquistar o ouro. “Acredito muito no potencial das meninas. As pratas (em Atenas e Pequim) serviram de aprendizado. Elas voltaram (para as Olimpíadas) com o psicológico melhor, com um físico melhor e uma tática diferente. Elas vão conseguir trazer o ouro”, disse a estudante de psicologia Isabella Cassilhas, 21. (Por Bruno Trindade)