image

Uma mochila, deixada sobre um banco da estação São Gabriel do metrô de Belo Horizonte, mobilizou o Grupamento de Ações Táticas Especiais (Gate) devido à suspeita de bomba e chegou a paralisar o funcionamento dos trens em ambos os sentidos por cerca de 23 minutos, na noite desta terça-feira (2).

Conforme as informações da Polícia Militar (PM), militares entraram em contato com o Gate  por volta das 16h afirmando que uma mochila havia sido abandonada na plataforma de embarque da estação, do lado com destino à estação Vilarinho.

O policiais especializados chegaram até o local e fizeram uma varredura e verificaram a mochila, sendo que nenhum artefato explosivo foi encontrado, mas apenas objetos pessoais. Os trabalhos da corporação só foram encerrados no local por volta das 18h40, ainda conforme a PM.

Procurada, a assessoria de imprensa da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) informou que a mochila foi deixada por um usuário sobre o banco. A princípio, a empresa informou que existia a suspeita de que a mochila trazia pertences furtados, o que poderia ter motivado o proprietário abandoná-la no local ao ver os policiais, porém, a informação não foi confirmada pela polícia.

Ainda conforme a companhia, foi necessária a paralisação dos serviços em ambos os sentidos por 23 minutos, durante o momento em que o Gate fazia a verificação do artefato. Por conta do horário de pico, a paralisação nos serviços gerou um acúmulo de usuários em várias estações, porém, a situação já estaria normalizada.