x

Alecsandro deverá ficar longe dos gramados pelos próximos dois anos. Essa foi a decisão do Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP), em julgamento realizado na noite desta segunda-feira. A defesa do jogador e do Palmeiras ainda podem recorrer da punição imposta ao centroavante de 35 anos.

O camisa 29 do alviverde virou réu após ser flagrado em exame antidoping pelo uso de agentes anabólicos na partida contra o Corinthians, em abril, pelo Campeonato Paulista. Cumpriu uma suspensão preventiva de 30 dias e voltou aos gramados durante a derrota para o Atlético-MG por 1 a 0, no dia 24 de julho.

O tribunal tem 48 horas para publicar a decisão. A partir desse procedimento, a defesa do jogador tem três dias para recorrer. Dos dois anos de suspensão, Alecsandro já cumpriu 30 dias, que serão descontados da pena total.

Durante o julgamento no TJD-SP, os dois primeiros auditores votaram pela suspensão máxima, ou seja, um gancho de quatro anos. O terceiro e o quarto auditores atenuaram a culpa de Alecsandro e votaram por uma suspensão de dois anos. O presidente da Comissão Disciplinar seguiu a decisão de suspender o atleta por dois anos e recomendou que o Palmeiras e o atleta recorram no tribunal.