001

O cantor Justin Bieber até tenta, mas não consegue ficar longe das polêmicas. Desta vez, o astro internacional teria recusado uma oferta de US$ 5 milhões para se apresentar em um evento do Partido Republicano nos Estados Unidos.

Segundo o TMZ, o grande responsável pela decisão se chama Scooter Braun, que é o empresário do cantor. Ele teria ameaçado se demitir caso o artista aceitasse participar do show de Donald Trump.

Braun é conhecido por apoiar Hillary Clinton, rival de Trump na disputa pela presidência dos Estados Unidos, e até já organizou um evento beneficente em homenagem à candidata pelo Partido Democrata. Quem também teria insistido para o rapaz fugir desse compromisso seria o jogador de basquete LeBron James.

Pelo que parece, o dono do hit Sorry aceitaria participar do evento se pudesse apresentar as faixas do ‘Black Lives Matter’ (Vidas Negras Importam, em tradução literal), em apoio ao movimento contra injúria racial no país. Mas, após a produção negar o pedido de Justin, o acordo foi para o brejo e o ex-namorado de Selena Gomez disse um “não”.