frame_00-00-02.109

Um helicóptero da Polícia Rodoviária Federal, fez um pouso forçado no final da tarde desta sexta-feira (29) no heliponto do Palácio Guanabara, sede do Governo do Estado, em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio. Nenhum dos três tripulantes ficou ferido.

Horas antes do incidente, o ministro da Justiça e Cidadania, Alexandre de Moraes, havia utilizado o mesmo heliponto do Palácio.

Ele visitou a cidade para realizar uma inspeção nos equipamentos de segurança do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão. O helicóptero acidentado estava sendo usado também pela comitiva de Moraes.

Segundo a assessoria da PRF, a aeronave estava em procedimento de pouso no próprio palácio quando apresentou problemas e teve de fazer um pouso forçado. A PRF não divulgou detalhes sobre o que pode ter causado o acidente. A cauda do avião foi avariada.

As circunstâncias, segundo a PRF, serão apuradas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos – CENIPA.

A assessoria de imprensa do governo informou que o pouso já estava previsto e que não havia nenhuma autoridade ou servidor do estado na aeronave. O controle do heliponto do Palácio é feito pela Subsecretaria Militar da Casa Civil, mediante solicitação.