image

Depois de demonstrar descontração e simpatia em seu desembarque no Rio de Janeiro, o velocista jamaicano Usain Bolt se refugiou em um hotel de luxo e evitou qualquer tipo de badalação.

Juntamente com a delegação da Jamaica, o homem mais rápido da história está hospedado em um local próximo de onde eles irão realizar a preparação final para os Jogos Olímpicos.

O hotel, de quatro estrelas, não tem nenhum esquema especial de segurança. Bolt e os outros jamaicanos devem seguir para a Vila Olímpica na semana que vem.

Apesar de o local contar com os jamaicanos, outros atletas e pessoas envolvidas com a maior competição esportiva do planeta, não há sinal de torcida e de tietagem seja dentro ou fora das dependências da hospedagem. O hotel fica a 20 minutos do Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes (Cefan), local onde os jamaicanos terão total privacidade para treinarem com portões fechados.

Bolt tem tido facilidade para se deslocar pelo hotel. Ele tomou café quase no fim da manhã em uma área isolada. A recomendação para os funcionários do hotel é que não se aproximem dos hóspedes, regra seguida, até então, por seguranças, recepcionistas e garçons.