x

O presidente interino, Michel Temer, interrompeu seu expediente nesta terça-feira (26) para buscar seu filho caçula, Michelzinho, na escola em Brasília. A agenda foi informada previamente pelo Palácio do Planalto à imprensa.

Na companhia de sua mulher, Marcela Temer, o presidente interino chegou ao local quinze minutos antes do horário de saída, pela entrada principal.

Na chegada, acompanhado por seguranças e assessores, Temer acenou para os jornalistas presente e então foi recebido pela diretora do colégio bilíngue Escola das Nações.

Segundo a reportagem apurou com assessores, a ação faz parte de um esforço do peemedebista para criar uma imagem mais simpática com a população.

O casal deixou a unidade de ensino com o filho e com uma equipe de imagens da Presidência da República dez minutos antes do horário regular de saída. Perguntado se o buscaria todos os dias, o peemedebista respondeu: “Só hoje”.

A estrutura montada para saída do caçula de oito anos foi bem diferente de sua chegada para o primeiro dia de aula, por volta das 8h. O automóvel que deixou o menino na unidade de ensino entrou por uma entrada pelos fundos, sem um aparato de imagem ou de assessores.

A presença da imprensa na frente do colégio incomodou pais de outros alunos. “Por que vocês não vão atrás dos corruptos. É apenas uma criança”, disse uma das mães.

Nas redes sociais, Temer tem feito um esforço para “suavizar” sua imagem pública, adotando um vocabulário mais informal e aparecendo com trajes mais casuais do que costuma usar.