x

A criança Carla Fernanda de um ano e cinco meses teria sido levada sem permissão pelo próprio pai identificado por Carlos Gleydson da casa da avó da criança, onde morava com a mãe.

A suspeita de rapto da criança aconteceu por volta de meio dia, no povoado Barreira, zona rural do município de Humberto de Campos.

Segundo relatos colhidos pelo Diário de Rosário, o pai da criança estava em um veiculo modelo montana, acompanhado de seu padastro, quando desapareceu com a criança.

Com leves indícios de embriaguez, a mãe da criança teria negado o pedido de Carlos Gleydson para ficar com a criança, revoltado com a atitude da mãe, o pai resolveu levar a força a criança sem consentimento da genitora.

Carlos Gleydson ainda tentou pedir apoio para a policia militar, após a mãe ter negado seu pedido; sem uma ordem judicial, policiais de plantão negaram o apoio, alegando não poder interferir na relação do casal.

Carlos Gleydson e seu padastro teriam seguindo com a criança pela BR 402, sentido o município de Rosário, distante cerca de 100 km.

Até as ultimas informações, o pai ainda não havia devolvido a criança ou informado a localização da criança Carla Fernanda.