O governo de São Paulo anunciou nesta quinta-feira (21) que começará a testar a fosfoetanolamina sintética, a “pílula do câncer”, em pessoas.

Testes in vitro e e em animais encomendados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações não apontaram resultados satisfatórios para a substância.

Os testes em humanos começarão já na próxima segunda-feira (25), e serão conduzidos pelo Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) na capital paulista.