x

Com a previsão de eleição para a presidência da Câmara na quarta-feira (13), os candidatos começaram a se movimentar para conquistar o voto dos demais parlamentares.

Apesar de só ter confirmado que será candidato nesta segunda-feira (11), o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), já tem um panfleto eletrônico para entregar a seus eleitores.

O deputado pelo DF promete, entre outras coisas, valorizar e garantir a autonomia do Legislativo, ampliar o diálogo entre os poderes, valorizar o colégio de líderes, definir pautas com antecedência e racionalizar os horários das sessões deliberativas.

Rosso, que é um dos favoritos na disputa, afirmou a intenção de racionalizar papel, mas quer imprimir adesivos para os apoiadores. Disse que pretende, após submeter o panfleto à sua base na Câmara, enviá-lo a todos os parlamentares da Casa por WhatsApp pedindo votos.

Ele não é o único com plataforma de campanha. Cristiane Brasil (PTB-RJ) também preparou panfleto e está conversando com todos que encontra nos corredores acompanhada de modelos. No papel, promete aumentar pautas de participação popular e respeito aos partidos de oposição. Quer ainda priorizar as pautas de Estado para retomar a autonomia e o emprego, além da independência com responsabilidade.

Carlos Henrique Gaguim (PTN-TO) colocou um grupo para andar com balões de gás hélio na cor da sua campanha, roxo e verde, pela Câmara. Além da tradicional promessa de independência da Casa e compromisso com a governabilidade, o deputado fala em “fim das votações na madrugada”, um marco da gestão de Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

O primeiro-secretário da Mesa, Beto Mansur (PRB-SP), confirma a intenção de ser candidato, embora ainda não tenha registrado a candidatura. Ele, contudo, diz que não precisa de panfleto para convencer seus pares. “Todos me conhecem e sabem o que eu quero fazer aqui. Vamos na base da conversa”. (FolhaPress)