Quase um mês após a presidente afastada Dilma Rousseff (PT) ter feito uma visita ao Estado para defender seu mandato, hoje será a vez de seu padrinho político, o ex-presidente Lula, desembarcar em solo pernambucano. O petista inicia uma série de visitas pelo Nordeste. Além de Pernambuco, onde participou de ato público pela última vez há pouco mais de dois anos, também estão no roteiro os estados da Bahia e do Ceará. O objetivo é o fortalecimento da base de apoio a Dilma na região e, em algumas cidades, discutir o cenário para as eleições de outubro.

Hoje o ex-presidente deverá se reunir com representantes do diretório estadual do PT da Bahia na cidade de Juazeiro. Às 18h30, ele estará em Petrolina, onde concede entrevista coletiva e participa do ato “Semiárido contra o golpe, nenhum direito a menos”, que acontece na região central. O evento em solo pernambucano contará com a presença de representantes da Frente Brasil Popular, Articulação do Semiárido (ASA), Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE) e de lideranças petistas do estado, a exemplo do senador Humerto Costa.

“É uma agenda muito importante politicamente, não só para o PT, mas também para as forças políticas do estado e também para o próprio Lula”, afirmou a vice-presidente do PT-PE, Teresa Leitão. Amanhã, o ex-presidente fará um giro por cidades cearenses.

Na quarta-feira, Lula retoma a agenda em Pernambuco. Às 10h30, ele estará em Caruaru, onde participará de um ato da Caravana Popular em defesa da Democracia. Após o evento, almoçará no assentamento Normandia. À tarde, ele seguirá para o Recife e participará de uma reunião com representantes de diversos partidos políticos e movimentos sociais. A última agenda no Estado será à noite, no Centro do Recife, onde o petista participará de um ato público de encerramento da caravana. O evento na capital pernambucana poderá ser realizado na Praça do Derby, no Recife Antigo ou no Pátio do Carmo. (Por Sávio Gabriel)