A operação Game Over, que na manhã desta quarta-feira realizou apreensões no Rio de Janeiro, São Paulo e Ceará, como forma de combater manipulação de resultados no futebol brasileiro, foi fundamentada em escutas telefônicas e em relatório de empresas especializadas neste tipo de combate.

Um destes documentos foi analisado pelo GloboEsporte.com, e não apenas comprova as adulterações, mas também detalha a oscilação de apostas antes e durante os jogos, com movimentação suspeita que aponta a fraude. Segundo o relatório, o futebol brasileiro seria o próximo alvo das quadrilhas asiáticas que fraudam resultados esportivos.

Ao todo, foram relatados seis jogos suspeitos, do Campeonato Carioca, Cearense, Paulista Série A3 e Sub-20 e também Copa Rio.

Um dos confrontos, por exemplo, entre Sorocaba e Santo André, terminou 9 a 0, para o time azul. No entanto, segundo o relatório, a equipe sorocabana tinha uma média muito abaixo de gols sofridos por partida, além de ter perdido um outro duelo com o Santo André por apenas 2 a 0. Esse quadro levantou a suspeita de manipulação.

Aqui no Brasil, apenas a Federação Paulista de Futebol (FPF) possui convênio com empresa especializada em prevenção a manipulação de resultados. Além disso, competições de baixa visibilidade, jogadores com salários baixos, árbitros não profissionalizados, e nenhuma fiscalização preventiva pelas entidades que do futebol do país, se tornam o cenário ideal para ação de grupos especializados neste tipo de fraude.

Confira os jogos suspeitos:

Sorocaba 0 X 9 Santo André – Paulista Sub-20 – 27/09/15
Audax 3 X 0 Duque de Caxias – Copa Rio – 22/10/15
Rio Preto 4 X 0 Barueri – Paulista Série A3 – 11/02/2016
Botafogo X Quissamã – Campeonato Carioca – 16/03/2013
Vasco 3 X 1 Quissamã – Campeonato Carioca – 13/04/2013
Itapipoca 4 X 0 Icasa – Campeonato Cearense – 25/03/2016