Poucos dias após completarem seis anos do desaparecimento da modelo Eliza Samudio, um novo depoimento volta a trazer à tona a possibilidade do corpo da jovem estar no interior de Minas Gerais. Desta vez, a informação sobre a localização do corpo veio do irmão do ex-goleiro Bruno Fernandes, Rodrigo Fernandes das Dores de Sousa, 27, que se encontra preso no Piauí acusado de estupro. Até o momento a possível localização dos restos mortais não foi divulgada.

Conforme a Polícia Civil do estado nordestino, que não precisou a data ou o local onde o depoimento foi colhido, o detento foi ouvido à pedido da Polícia Civil do Rio de Janeiro, que mantém uma investigação sobre o  caso. “Foi feito um pedido por meio de uma carta precatória. Não sei o teor da investigação, mas algumas perguntas já vieram elaboradas pela corporação de lá (Rio)”, explicou o delegado geral da polícia do Piauí, Riedel Batista, na tarde desta segunda-feira (4).

Ainda de acordo com o policial, Sousa teria revelado várias situações envolvendo o desaparecimento de Samudio. “Falou de pessoas que poderiam ter envolvimento e, também, de possíveis locais de encontro destes restos mortais. As informações foram todas repassadas para a polícia do Rio, que irá checar a veracidade do que foi dito”, disse Batista.

A polícia do Piauí também não soube informar o que teria motivado o pedido dos colegas cariocas. “É de conhecimento público que este irmão residia no Estado e havia sido preso. Não posso afirmar, mas acredito que o pedido tenha sido feito somente com base neste grau de parentesco”, acredita o delegado geral. (Por José Vitor Camilo)