Na manhã desta quinta-feira, 10, a prefeita de Rosário, Irlahi Moraes, recebeu, em seu gabinete, o engenheiro agrônomo da AmBev, Vitor Nunes, o secretário de Agricultura do município, Valter Costa, e secretários de Agricultura dos municípios de Bacabeira, Axixá, Morros, Presidente Juscelino, Cachoeira Grande, entre outros, para discutir sobre a compra da mandioca cultivada pelos agricultores familiares de Rosário e região para a produção da cerveja Magnífica, lançada no Maranhão, no último mês de dezembro.
Produzida na cervejaria Equatorial, localizada em São Luís, a Magnífica utilizou em seu primeiro ciclo a mandioca cultivada por 78 famílias de agricultores do Tabuleiro de São Bernardo, no Baixo Parnaíba. A estimativa é que, até o final de 2019, duas mil famílias de agricultores sejam agregadas ao projeto.

Para Irlahi, a parceria é uma excelente oportunidade. — É mais um incentivo para os nossos pequenos produtores e para a agricultura do nosso município, que tem papel fundamental na economia e na geração de renda de muitas famílias — destacou.
Segundo o engenheiro agrônomo Vitor Nunes, o projeto tem a possibilidade de atingir 7 mil famílias em todo o Maranhão utilizando a matéria prima local para a produção da cerveja.
Queremos fazer uma cerveja dos maranhenses para os maranhenses. Já conseguimos atingir 200 famílias e pretendemos expandir a cada ano. Com a Magnífica contribuímos com desenvolvimento da região e oferecemos para o consumidor mais uma cerveja de qualidade — destacou.
O secretário de agricultura, Valter Costa afirmou que a negociação é para o fornecimento de cerca de 200 toneladas de mandioca da região. — Foi uma reunião muito produtiva onde tratamos do crescimento da economia do nosso município e a valorização do agricultor — contou.