A edição 2019 da Copa Africana de Nações (CAN) terá sede no Egito, que venceu a disputa com a África do Sul, anunciou o presidente da Confederação Africana de Futebol (CAF), Ahmad Ahmad. “Fico feliz em anunciar que o Egito sediará a CAN-2019”, substituindo Camarões, declarou Ahmad ao fim de uma reunião do comitê executivo da CAF, em Dacar, no Senegal.
“Agradeço aos dois países, que vieram ao resgate da CAF quando percebemos que a evolução dos trabalhos em Camarões não cumpria os prazos”, completou o dirigente da entidade, que em novembro do ano passado decidiu retirar de Camarões o direito de organizar o torneio, previsto para ser disputado entre 15 de junho e 13 de julho.
O Egito já organizou a CAN em quatro ocasiões, a última em 2006. Egito e África do Sul foram os únicos dois países que se ofereceram em meados de dezembro a organizar o evento. Marrocos, que tentou sem sucesso ser escolhido para organizar a Copa do Mundo de 2026, aparecia como grande favorito a herdar a organização da CAN, mas sequer apresentou candidatura.
Em 2014, a CAF escolheu Camarões para sediar o torneio continental em 2019, a Costa do Marim em 2021 e a Guiné em 2023. Após descartar Camarões para a edição deste ano, a CAF decidiu redistribuir as sedes dos próximos torneios. Os camaroneses ficarão assim com o evento em 2021, enquanto a Costa do Marfim organizará o torneio em 2023. Nesta segunda-feira, a Guiné anunciou ter aceitado organizar a edição de 2025.