portal MA+
A pouca, mais constante chuva que caiu na cidade de Bacabeira, associada a um rompimento de uma tubulação da CAEMA, na tarde desta terça-feira, 10, foi suficiente para causar preocupação e perigo a motoristas que trafegavam pelo trecho, do principal viaduto, no km 50 da BR 135, no município.
De acordo com Polícia Rodoviária Federal — PRF, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes – DNIT, tinha sido informada do problema, que também acionou a Companhia de Água e Esgoto do Maranhão, para verificar o problema.
O ponto critico ficou concentrado na parte baixa do viaduto, ora adiado pela população bacabeirense. A obra inacabada do viaduto na rodovia federal que corta Bacabeira, é do governo federal, com responsabilidade do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes.
Veja o vídeo

Sem trabalhadores desde dezembro de 2017, o viaduto está sem sinalização adequada, com acostamentos inacabados, galerias inadequadas, sem iluminação de pista e de retorno.
Entre os mais prejudicados pela força da água, que passou por cima da rodovia estão os moradores de residencias ao lado do viaduto. Quintais ficaram alagados e por pouco a águas da chuva não invadiu as residencias.
Nota
A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) informa que, no fim da tarde desta terça-feira (10), houve rompimento acidental de um tubo de ferro fundido da antiga adutora do Sistema Italuís, próximo ao viaduto de Bacabeira.
Equipes estão no local averiguando a situação a fim de tomar as providências necessárias para o conserto do equipamento. A Caema reitera seu compromisso em solucionar o problema no menor tempo possível.

Siga o MA+ no Facebook — Envie sua informação para o WhastApp (98) 98434-6482