O PT remarcou novamente a data para o lançamento oficial da pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que pretende disputar o Planalto. A nova data é 7 de maio.

O evento estava previsto, até esta segunda-feira (11), para o dia 30 de abril. A mudança foi decidida em reunião da direção nacional do partido para atender um pedido da direção nacional do PSOL, que analisa o apoio à chapa presidencial do PT. A decisão do PSOL será anunciada formalmente no dia 30.

A solenidade vai se restringir à pré-candidatura de Lula, não incluindo por enquanto o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSB),indicado pela sigla, na última sexta-feira (8), como vice-presidente.

A formalização da chapa será submetida ao referendo do próprio PT nos dias 4 e 5 de junho, durante encontro nacional do partido.

Naquela sexta-feira, foi organizada uma reunião para oficializar a indicação  de Alckmin. Em uma carta endereçada ao PT, o presidente do PSB, Carlos Siqueira, apresentou o ex-governador paulista como candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Lula.

“Não temos qualquer dúvida de que é o companheiro Lula quem reúne as melhores condições para articular forças políticas amplas, capazes de dar à resistência democrática a envergadura que permitirá enfrentar e vencer o bolsonarismo”, diz a carta.

Durante o evento, Lula sinalizou que além de comporem a chapa, Alckmin e o PSB participarão da formulação do programa de governo e de uma eventual composição do futuro governo, caso vençam as eleições.

Comments are closed.