Um ferryboat com sete tripulantes pegou fogo na madrugada deste domingo (6) na Ponta da Espera, em São Luís. No momento do incidente, embarcação estava atracada. Aos perceberem a fumaça, os tripulantes tentaram verificar a situação e dois acabaram com ferimentos leves.

De acordo com informações de testemunhas, o incêndio começou por volta de 1h da manhã deste domingo e as chamas foram controladas por volta das 6h. As causas do incêndio seguem sendo investigadas. A embarcação deve permanecer parada até que seja concluída essa vistoria e recuperação.

Por meio de nota, a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) disse que a segurança da navegação é de responsabilidade da Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos, que já está colaborando para esclarecer a causa do incêndio. A embarcação tem seis meses para retomar as atividades, diz ainda a MOB.

Veja, abaixo, a nota completa enviada pela Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos:

“A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informa que o ferryboat Cidade de Pinheiro, da empresa Internacional Marítima, pegou fogo nos salões na madrugada deste domingo.

A MOB pontua que a segurança da navegação é de responsabilidade da Marinha do Brasil, por meio da Capitania dos Portos, e que já está em contato com o órgão citado a fim de colaborar com o esclarecimento dos motivos do acidente. O ferryboat tem o prazo de 6 meses para retornar os serviços.

Por sua vez, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), comunica que o ferryboat estava, aproximadamente, ancorado a um 1km de distância e não estava operando no momento do acidente, não sendo contabilizadas vítimas, somente danos materiais.” (Fonte: G1MA)