A representatividade transexual chegou pela primeira vez aos concursos de beleza do país. A goiana Rayka Oliveira, mulher trans, será a representante de seu estado no Miss Brasil Mundo de 2020, que por conta da pandemia será disputado em março do ano que vem.

“Nunca tinha imaginado estar neste lugar até pouco tempo. Era um sonho que parecia tão distante, nunca achei que seria possível realizá-lo. Ainda estou encantada com tudo isso. A ficha de que estarei em um dos maiores concursos de miss do país está caindo aos poucos”, disse ela em entrevista.

“Hoje sei que isso é totalmente possível e é um marco histórico para nós, mulheres trans. Me orgulho de ser pioneira no Miss Brasil Mundo”, afirmou.

Ainda de acordo com ela, muitas meninas trans têm medo de se arriscar. “É uma oportunidade que eu não tinha noção de que poderia existir. Estou aqui para mostrar que é possível, um sonho que está se realizando. Não quero ser só mais uma miss, e sim mostrar que nós, mulheres em geral, não precisamos provar que temos algo mais que beleza. Somos inteligentes, fortes, guerreiras, trabalhadoras e humanas acima de tudo”, finalizou.