A Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Estados Unidos defendeu nesta segunda-feira, 27, que a família Bolsonaro precisa ficar “de fora” das eleições americanas deste ano. A manifestação, que foi feita por meio das redes sociais, é assinada por Eliot Engel, presidente da Comissão.

Deputado pelo partido Democrata, Engel criticou um vídeo publicado pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no qual o filho do presidente Jair Bolsonaro pede “Trump 2020” ao se referir à corrida eleitoral de novembro.

Em resposta, Engel disse que “já vimos este filme antes”, o que classificou como “vergonhoso e inaceitável”. “A família Bolsonaro precisa ficar DE FORA das eleições dos EUA”, concluiu. Formada por maioria democrata, a Comissão presidida por ele é responsável pela legislação e supervisão da política externa do País.

A família Bolsonaro já demonstrou apoio a Trump em diversas oportunidades. O próprio presidente Jair Bolsonaro já se declarou publicamente fã do americano e afirmou torcer por sua reeleição – um gesto que contraria a tradição diplomática de não se envolver em disputas domésticas.

A mesma linha foi adotada por Eduardo Bolsonaro, que no ano passado chegou a ser cotado para a embaixada do Brasil em Washington. Sem apoio no Senado para emplacar seu nome, no entanto, Eduardo acabou desistindo da indicação, que havia sido defendida por seu pai.