Morreu neste domingo (19) o deputado estadual da Paraíba Genival Matias (Avante), ao sofrer um mal súbito enquanto andava de moto aquática na Praia de Serrambi, em Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. De acordo com a prefeitura da cidade, o político morreu por volta das 10h30. Ele completou 53 anos exatamente um mês antes da morte, no dia 19 de junho.

De acordo com a prefeitura de Ipojuca, o parlamentar estava com um amigo na moto aquática quando o caso ocorreu. Próxima a eles estava uma lancha, com outras pessoas da família. Os dois homens foram atingidos por uma onda e caíram do veículo, mas o deputado estava inconsciente.

O deputado foi levado pelo amigo, que é médico, até a lancha onde estava a família. A família levou o parlamentar até um hotel, próximo ao local onde eles estavam, mas, quando a equipe do Serviço de Salvamento Marítimo (Salvamar) de Ipojuca chegou, Matias já estava morto.

De acordo com Osvaldo Morais, secretário de Defesa Social de Ipojuca, o deputado chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade. “Ele já chegou sem vida à UPA. O médico que atendeu ele disse que ele caiu por causa do impacto da onda, e não pelo mal súbito, mas não voltou mais. O corpo vai ser levado para o Serviço de Verificação de Óbito”, declarou.

Genival Matias nasceu em João Pessoa, na Paraíba. Na Assembleia Legislativa da Paraíba , ele ocupava o cargo de vice-presidente. Ele também era presidente estadual do partido Avante. Ele deixa esposa e seis filhos. (Fonte: G1PE)