O condutor teve ferimentos leves e foi levado para um hospital da capital

Policiais rodoviários federais da Unidade Operacional de Pedrinhas, em São Luís, atendem desde as 9h da manhã desta quarta-feira, 01 de maio, no km 12 da BR-135, um acidente tipo tombamento, ocorrido com uma carreta tanque, carregada de combustível tipo óleo diesel, que saía da região portuária em direção ao interior do estado. Uma parte do combustível derramou sobre a pista e desceu para um brejo ao lado.
Até o fechamento desta matéria, às 17h, a carreta permanecia tombada interditando o sentido crescente do km 12 da pista principal. Técnicos realizam o transbordo da carga para outros caminhões tanques. Só depois será possivel destombar e retirar a carreta sem riscos de explosão.
A versão do condutor
O veículo seguia no sentido decrescente do acesso da BR 135 (da Vila Maranhão para Pedrinhas) carregado com milhares de litros de óleo diesel. De acordo com a declaração do condutor da Combinação de Veículos de Carga (CVC), um automóvel teria entrado na frente da carreta e brecado bruscamente, o que fez com que ele perdesse o controle da CVC e tombado.
O que deve ter acontecido de fato
Os indícios colhidos no local levam a polícia para uma explicação mais factual sobre o motivo do acidente. De acordo com as informações levantadas, o condutor provavelmente não percebeu o fim da pista do acesso e a chegada da pista principal. E quando tentou frear já era tarde. Um forte indício técnico é o disco do tacógrafo da carreta, que assinalava a velocidade de aproximadamente 80km/h no momento do acidente.
No Boletim de Acidente de Trânsito (BAT) os policiais da PRF colocarão em campo próprio a descrição dos danos ao meio ambiente, provocado pelo vazamento de óleo.
Outros acidentes do mesmo tipo no local
Este não é o primeiro acidente desta natureza no entroncamento com a via principal da BR 135 na localidade Ananandiba, próximo a Pedrinhas
Outras carretas já tombaram no local. As Combinações saem carregadas, com muito peso, e em velocidade aproximada de 80km/h. Quando chegam nesse ponto de encontro com a via principal alguns condutores não percebem que a pista está acabando e não conseguem fazer a curva a tempo, pois o peso da carga puxa para a esquerda e a carreta tomba.
Acidente cinematográfico
O último acidente grave semelhante aconteceu no local faz poucos anos. Desta feita a carreta além de invadir a pista principal e tombar no canteiro central, pegou fogo e explodiu levando pânico para os usuários da via e moradores do entorno.
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482