O ex-superintendente da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), Thiago Bardal, foi expulso do quadro da Polícia Civil do Maranhão. A decisão foi tomada após ele responder um processo administrativo que finalizou com a perda do cargo.
Tiago Bardal foi preso em fevereiro de 2018 por suspeita de envolvimento com uma quadrilha de contrabandistas que atuava em São Luís.
O ex-superintendente da Seic ganhou a liberdade após três meses para que pudesse responder em liberdade, mas voltou a ser preso no mês de novembro juntamente com outros suspeitos investigados pela Polícia Civil.
Homem-bomba
Bardal se transformou em um homem-bomba após declarar em depoimento à 2ª Vara Criminal que o secretário de Segurança Pública (SSP), Jefferson Portela, tentou investigar desembargadores do Tribunal de Justiça e mandou engavetar o processo que resultaria na reabertura do caso Décio Sá.
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482