A audiência de instrução e julgamento do soldado da Polícia Militar do Maranhão, Francisco Ribeiro dos Santos Filho, está marcada para 18 de junho, na 1ª Vara do Tribunal Popular do Júri de Teresina. O PM foi denunciado pelo Ministério Público Estadual (MPE) como autor dos tiros que matou o policial militar do Piauí, Samuel de Sousa Borges, 30 anos, em fevereiro deste ano. Ao todo, foram arroladas seis testemunhas pelo Ministério Público e três pela defesa.
A morte de Samuel teve grande repercussão em todo o estado. A vítima estava indo deixar o filho na escola quando discutiu com o acusado e acabou sendo morto. Francisco Ribeiro foi preso logo após o crime e permanece recolhido no sistema prisional do Piauí.
Durante a audiência de instrução serão ouvidas testemunhas de acusação e defesa. Esclarecimentos de peritos e acareações também podem ser feitos nesta fase. Por fim, o réu é interrogado e, em seguida, a acusação e a defesa apresentam alegações finais.Se o réu for pronunciado, o processo será encaminhado para julgamento pelo Tribunal do Júri. (Fonte: Cidade Verde)
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter WhatsApp 98434-6482