Na manhã desta quinta-feira (24), o deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) apresentou uma representação contra o Governo do Estado do Maranhão e Prefeitura de São Luís ao Ministério Público, para responsabilizar os entes pela que considera “omissão na assistência médico-hospitalar que resultou na morte de um paciente”.
O fato que motivou a representação foi a morte de João Espíndola, de 71 anos, “que faleceu por falta de atendimento médico, algo comprovado em vídeo que circulou nas redes sociais e demonstra o desespero da família”.
“Recebemos os relatos dos familiares do paciente, que amputou uma perna e iria receber alta no dia seguinte. Após o paciente sofrer uma parada cardíaca, a filha dele procurou atendimento, mas não conseguiu. Em uma atitude de desespero, ela tentou com todas as suas forças lutar pela vida do pai, que sofria em uma maca e necessitava de oxigênio.
Foi aí que a filha resolveu empurrar a maca com seu pai pela Rua do Norte em direção ao Socorrão I, na esperança de encontrar um médico e equipamento para socorrer seu pai. Infelizmente, o paciente, que já era idoso, não resistiu e veio a óbito. Tanto o governador quanto o prefeito de São Luís precisam entender que com a vida das pessoas não se brinca. Esperamos que o Ministério Público adote as devidas providências”, disse Wellington.
A representação foi encaminhada tanto à Promotoria de Justiça de Defesa da Saúde quanto à Promotoria de Defesa da Pessoa Idosa, para que as devidas providências sejam adotadas em caráter de urgência.
Portal MA+ no Facebook — Instagran  — Twitter