Uma quadrilha com cerca de 50 homens, de posse de armamento de grosso calibre invadiu na noite de ontem, 25, o município de Bacabal, localizado a cerca de 240 km de distância da capital do estado, São Luís.
Na ação realizada por criminosos no município de pouco mais de 100 mil habitantes, o bando de dezenas de homens deixaram o rastro de terror, confrontando com as forças de segurança por cerca de duas horas.

Os principais alvos foram: ataque as agencias bancárias, delegacia de policia civil, quartel da policia militar. Alguns veículos foram tomados de assalto, carros estacionados na garagem da policia civil foram incendiados, veículos queimados na saída da cidade, agencias explodidas, viatura e quartel atacadas por granadas; animais mortos em meio ao confronto e energia parcialmente interrompida.
Os momentos de aflição vivida em Bacabal, possou a ser considerada a maior invasão de uma quadrilha a município maranhense.
Granadas
Um barulho ouvido na cidade foi do estouro de granadas arremessadas contra a viatura do 15º BPM. O veiculo explodiu, mas nenhum policial ficou ferido. Ainda há informações de três assaltantes mortos durante confronto com a polícia militar, um deles identificado por Gean Martins Rocha, de 40 anos de idade, natural de Amargosa, interior da Bahia.
A procura pelos criminosos darão inicio na manhã desta segunda-feira, 26, com reforço de viaturas dos municípios de Santa Inês, Coroatá, São Mateus, Caxias, Peritoró e cidades vizinhas; além de forço de São Luís e de helicópteros da capital.
Morte de inocente
Um jovem de 24 anos foi a única vítima fatal inocente. Cleonir Borges Araújo, morador da Vila Santa Inês, estava próximo ao confronto quando foi atingido por uma bala nas costas e teve morte imediata.
Governo do Estado
O governador Flávio Dino — PCdoB, escreveu em seu perfil oficial em uma rede social que a Polícia adotou todas as providências cabíveis, inclusive com deslocamento de efetivo de cidades…

https://twitter.com/FlavioDino/status/1066922638629588993

Acompanhe alguns vídeo da ação dos criminosos: