O futuro Ministro da Economia, Paulo Guedes, recomendou ao presidente eleito, Jair Bolsonaro, a indicação para a presidência da Petrobras de Roberto Castello Branco. Na manhã desta segunda-feira (19/11), a assessoria de Guedes informou que Castello Branco aceitou o convite.
Ele era o nome mais cotado para assumir o posto. Economista, com pós-doutorado pela Universidade de Chicago e extensa experiência no setores público e privado, Castello Branco já ocupou cargos de direção no Banco Central e na mineradora Vale, fez parte do Conselho de Administração da Petrobras e desenvolveu projetos de pesquisa na área de petróleo e gás. Atualmente é diretor no Centro de Estudos em Crescimento e Desenvolvimento Econômico da Fundação Getúlio Vargas.
O atual presidente da Petrobras, Ivan Monteiro, permanece no comando da estatal até a nomeação do novo presidente. Monteiro assumiu a estatal em junho deste ano. Antes dele, Pedro Parente pediu demissão do cargo por causa da greve dos caminhoneiros.