A rotina do próximo domingo será diferente para os eleitores da cidade de Bacabel, no interior do Maranhão. Os seus eleitores aptos a votar escolherão o sucessor de Michel Temer (MDB) na Presidência da República e, também, o próximo prefeito.
Além de Bacabal, em outras 18 cidades de nove Estados brasileiros os eleitores votarão também para eleger os governantes dos municípios em mandatos tampões até 2020.
Publicidade
As chamadas “eleições suplementares” serão realizadas porque os eleitos em 2016 cometeram irregularidades durante o processo eleitoral ou, no caso dos que já ocupavam o cargo, tiveram os mandatos cassados – por rejeição de contas, por exemplo.
O Estado com mais municípios com eleição para prefeitos, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é Goiás (cinco), seguido de São Paulo (quatro), Rio de Janeiro (três), Amazonas (dois) e Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Maranhão, Ceará e Mato Grosso (um, cada).