A três dias do segundo turno das eleições, a distância entre os dois candidatos à Presidência diminuiu. Segundo pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira, Jair Bolsonaro (PSL) tem 56% dos votos válidos, enquanto Fernando Haddad (PT) aparece com 44%. No levantamento anterior, eles tinham 59% e 41%. Assim, a diferença caiu de 18 para 12 pontos.
Os dois movimentos — tanto a queda de Bolsonaro como a subida de Haddad — foram acima da margem de erro, que é de dois pontos para mais ou para menos. No primeiro levantamento do segundo turno, divulgado pelo Datafolha no dia 10 de outubro, a distância entre os postulantes era de 16 pontos.
As entrevistas foram realizadas nos últimos dois dias. Na terça-feira, outra pesquisa, do Ibope, indicou uma oscilação para baixo do candidato do PSL, que viu sua pontuação passar de 59% para 57%. O resultado fez o capitão da reserva se movimentar para evitar o clima de comemoração antecipada . Em uma transmissão ao vivo, Bolsonaro disse que “a eleição ainda não acabou”.
No lado do Haddad, o Datafolha capta o movimento do petista em manter o ânimo da campanha. Em seu programa eleitoral, o candidato buscou atrair eleitores do trio “Alcirina” — Geraldo Alckmin (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede). Juntos, esses três candidatos tiveram cerca de 19,5 milhões de votos no primeiro turno. Na ocasião, o petista teve 17,9 milhões de votos a menos que Bolsonaro.