Embarcação com 44 tripulantes perdeu contato há sete dias, e oxigênio já pode estar no fim

A embarcação argentina ARA Sarandi sai em busca do submarino

A angustiante busca pelo submarino argentino, perdido no Atlântico com 44 tripulantes a bordo há seis dias se intensificou nesta terça-feira (21) com forte colaboração internacional, graças a uma melhora das condições climáticas.

Um bote inflável à deriva avistado na madrugada de terça-feira por um avião em meio a uma forte tempestade estava vazio e não pertence ao submarino, informou o porta-voz da Armada, a Marinha de guerra argentina, Enrique Balbi, durante coletiva em Buenos Aires. Também foram avistados no horizonte dois artefatos pirotécnicos brancos sem localizar sua origem, mas presume-se que não sejam do ARA San Juan.

“Supondo a fase mais crítica, que seria o submarino submerso e sem condições de emergir, estamos no sexto dia de oxigênio”, disse Balbi, que preferiu “não aventar conjeturas sem mais evidências”. Sem sair à superfície, o San Juan tem capacidade de oxigênio para sua tripulação por sete dias e sete noites.

“O tempo está contra nós, mas nunca devemos perder as esperanças”, disse Alejandro Cuerda, chefe da flotilha de submarinos da Espanha, que colabora com as buscas, ao canal TN.

Segundo o porta-voz da Marinha, Gabriel Galeazzi, o comandante teria relatado um problema no sistema elétrico. Embora submarinos como o San Juan possam passar um mês inteiro no mar, isso não significa que a embarcação seja capaz de ficar 30 dias submersa. “Tudo depende da última vez em que as baterias foram recarregadas, de quanto tempo se passou até que o oxigênio tenha sido renovado, e do que esteja acontecendo. Nós não sabemos”, afirmou à CNN o ex-mergulhador da Marinha dos EUA William Craig Reed.

Os submarinistas especulam que o San Juan possa estar encostado no fundo do mar, a cerca de 700 m de profundidade, e, por isso, não emitiria sons audíveis. Outro desafio às buscas é que o San Juan foi desenvolvido para operações secretas de segurança e, por isso, seria mais difícil de ser encontrado.