O presidente da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Jorge Picciani (PMDB) se entregou às 16h43 desta quinta-feira (16) na Polícia Federal. Ele chegou acompanhado do seu advogado Nelio Machado. Picciani não quis falar com a imprensa.

A prisão de Picciani foi decretada hoje na Primeira Seção Especializada, do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região, por unanimidade. A Corte Federal também ordenou a prisão do ex-presidente Paulo Melo (PMDB) e do líder de governo Edson Albertassi (PMDB). A Alerj vai decidir se solta ou não os deputados.

aulo Melo (PMDB), se entregou na Polícia Federal às 17h. O deputado estava com uma mochila e acompanhado de advogados. Ele se entregou 15 minutos depois que Jorge Picciani também se entregou. Ele não quis falar com a imprensa.

O deputado Edson Albertassi (PMDB) chegou às 17h55 à sede da Polícia Federal (PF). Ele carregava uma mala. O parlamentar foi o terceiro deputado da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) a se entregar.