Geni Oliveira Lopes Martins, de 63 anos, estava internada no Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII, desde o ataque na creche “Gente Inocente”

Pedro Ferreira

Após se completar um mês da tragédia de Janaúba, no Norte de Minas, morreu na madrugada desta segunda-feira (6) a 12ª pessoa atingida no atentado. Geni Oliveira Lopes Martins estava internada no Hospital de Pronto-Socorro (HPS) João XXIII, desde o ataque na creche “Gente Inocente”. A vítima, funcionária da instituição, completou 63 anos na data da tragédia, ocorrida no dia 5 de outubro.

Geni teve 60% do corpo queimado pelo vigia Damião Soares Santos, de 50 anos, que derramou combustível no próprio corpo e em diversas crianças da creche e depois ateou fogo. Nove crianças morreram, além do vigia e a professora Heley Abreu Batista, de 43 anos, que salvou diversos alunos mesmo com o corpo em chamas.