IMG-20170516-WA0057-001

Foi iniciada nesta terça-feira, 16, mais uma edição do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), que é coordenado pela Secretaria Municipal de Educação e desenvolvido pela 7ª Companhia Independente de Polícia de Rosário. O projeto tem por objetivo orientar pais e alunos acerca dos danos causados pelo uso das diversas drogas, incluindo álcool e cigarros.

De acordo com o secretário de Educação de Rosário, Joaquim Francisco de Sousa Neto, todas as atividades do Proerd são realizadas por meio de palestras e reuniões. “É dessa forma que estamos atingindo nossos objetivos e que conseguimos chegar a mais de três mil alunos em nosso município”, afirma.

O projeto trabalha com crianças do 5° e do 6° ano do Ensino Fundamental e tem duração de 8 a 10 semanas.

Durante esse período orientamos os estudantes sobre temas como danos causados pelo uso de drogas, convivência, bullying e outros que fazem parte do cotidiano deles e das famílias — explica o sargento Dimas, instrutor do Proerd em Rosário.

GetAttachmentThumbnail-001

O sargento conta que as estratégias adotadas durante a realização do Programa têm gerado resultados significativos. Segundo ele, muitos estudantes assimilam tanto o conteúdo que acabam atuando como agentes disseminadores de conhecimento, tanto em família, quanto entre os amigos nas comunidades.  — Isso está funcionando, inclusive, para reaproximar famílias, pois as crianças chegam em casa e conversam sobre os riscos do uso de drogas. Já houve casos de pais que abandonaram o cigarro, por exemplo — disse.

Metodologia

O Programa Educacional de Resistência às Drogas utiliza uma cartilha, onde há de 8 a 10 etapas, dependendo do tempo de duração que será adotado. Ao final do projeto há uma festa de formatura, onde, além da entrega de certificados, há premiação pela melhor redação, que corresponde à última fase do Proerd.