Screenshot-2016-10-30-at-014

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão divulgou nesta segunda-feira (15) o balanço dos assaltos a ônibus, contabilizados nos 30 dias do mês  de Abril, na Região Metropolitana de São Luís. Pela primeira vez no ano, os números apresentam queda, só que mesmo assim, a média observada é motivo de preocupação para trabalhadores e usuários do sistema.

Com base nas informações repassadas pelas empresas que realizam o transporte público, em Abril foram 47 assaltos a ônibus. Somado as 225 ocorrências registradas nos primeiros 90 dias do ano, até agora, ou seja, em quatro meses, São Luís já contabilizou 272 assaltos a coletivos.

Pela quantidade somente em Abril, é possível afirmar, que a média é de mais de um assalto por dia, só que a realidade é diferente e bem mais séria. No primeiro dia de Abril, um sábado, foram quatro assaltos registrados. Já em cada um dos dias 02, 06, 10, 12 e 17, foram três ocorrências contabilizadas.

Ainda de acordo com o levantamento, feito com base nos boletins de ocorrência registrados, os pontos de São Luís com maior quantidade de assaltos foram: Terminal Praia Grande, Anel Viário, Centro, BR 135 e Área Itaqui-Bacanga. Os criminosos persistem em cometer os delitos, praticamente, nas mesmas regiões da Grande São Luís.

“Comparando os 84 assaltos de Março, com os 47 de Abril, podemos verificar que a quantidade de crimes caiu quase que pela metade, só que mesmo em queda, ainda não há o que comemorar. Quase 50 assaltos em um único mês, é sim, uma estatística significativa. Por quase 50 vezes, trabalhadores e usuários do sistema estiveram na mira dos criminosos e isso, é muito grave. A Polícia Militar segue desenvolvendo a Operação ‘Busca Implacável’, realizando abordagens dentro dos coletivos. Desde o início do ano, batemos na mesma tecla, que a forma de atuação dos policiais, precisa ser reavaliada, mas até agora, nenhuma nova estratégia foi apresentada. Nosso papel é cobrar das forças policiais que as ações executadas por eles, de fato, surtam efeito e nós, vamos continuar exigindo, como forma de garantir mais segurança nos ônibus”, revela Isaías Castelo Branco, Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão.

Os dados são da Ascom Sindidicato dos Rodoviários do MA