1493760294-35733428-001
Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão. – Biné Morais / O Estado

Em julgamento realizado nesta terça-feira (2), o Tribunal de Justiça Desportiva do Maranhão (TJD-MA) deferiu o pedido do Moto Club e confirmou uma mudança na final do segundo turno do Campeonato Maranhense, classificando o Rubro-Negro e retirando o Sampaio Corrêa da decisão contra o Cordino. Cinco votos foram favoráveis ao pedido do Moto, enquanto três votos foram contrários. Se a Federação Maranhense de Futebol (FMF) não cumprir a decisão do TJD-MA, terá que pagar uma multa de R$ 10 mil por dia.

O Moto Club entrou com recurso sobre a vantagem na semifinal do segundo turno do Campeonato Maranhense. Como terminou a fase de grupos na liderança do Grupo B, o Rubro-Negro alega ser dono da vantagem do empate para ser finalista do returno, mas o Sampaio Corrêa, que ficou na segunda posição do Grupo A, fez mais pontos que o rival na primeira fase, e a Federação Maranhense de Futebol (FMF) confirmou a vantagem para o Tricolor. Na semifinal, Sampaio e Moto empataram por 2 a 2.

Com a decisão do TJD-MA, a primeira partida da final do segundo turno do Campeonato Maranhense, entre Cordino e Sampaio Corrêa, que foi disputada no sábado (29) e terminou empatada por 1 a 1, será anulada. O segundo jogo seria disputado nesta quarta-feira (3), às 19h45, no Estádio Castelão. As datas da nova final entre Moto Club e Cordino ainda não foram divulgadas pela FMF.

Em entrevista ao site oficial do Moto Club, o advogado Adolfo Testi falou sobre a decisão favorável ao Rubro-Negro. “O Moto Club recebe com naturalidade o resultado conquistado dentro de campo. Ficamos satisfeitos com o resultado, pois a justiça foi feita da melhor maneira possível”, disse Adolfo. O departamento jurídico do Sampaio, por sua vez, irá recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). (Por Gustavo Arruda/Imirante)