alx_brasil-politica-protestos-sindicais-jefferson-coppola-20150313-004_original

Um dia depois de o Tribunal de Justiça de São Paulo proibir a realização de ato em comemoração ao Dia do Trabalho na Avenida Paulista, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) conseguiu, neste domingo, derrubar parcialmente a liminar.

Em audiência com a CUT e a prefeitura de São Paulo, o juiz Alexandre David Malfatti, decidiu que a central pode promover a manifestação política na Avenida Paulista, mas sem a realização de shows.  As apresentações de artistas foram transferidas para a Praça da República.