hqdefault-001

Há um ano e cinco meses atuando na Delegacia Regional do município de Rosário, responsável por uma juridição de 12 municípios da região do munim e lençóis maranhense, o delgado da policia civil, Guilherme Campelo, foi substituído pelo delegado, Murilo Tavares, para integrar um departamento na Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc).

A transferência aconteceu durante a semana, contudo o delegado ainda continua no procedimento de transição para assumir o novo cargo em São Luís.

O delegado Guilherme Campelo destaca suas ações a frente da Delegacia Regional. Segundo ele, a polícia deu ao máximo de si, uma vez que a regional é uma dos maiores do Estado, além do contingente policial baixo. — No geral Foi um trabalho positivo, fizemos prisões de tráfico, homicídios e operações — frisou o delegado.

O mais recente caso de repercussão investigado pelo delegado Guilherme Campelo, estava sendo a morte do vereador do PCdoB, morto na zona rural do município de Santa Rita. O delegado deixa o caso específico bastante adiantado, inclusive com suspeitos e representação por prisões que podem acontecer a qualquer momento, este em específico foi encaminhado a delegacia de Santa Rita, após sua saída da regional.