x

Moto e Sampaio podem desistir de continuar disputando a Copa do Nordeste, caso a Esporte Interativo, emissora de TV que detém os direitos de transmissão do torneio não reveja as cotas de patrocínio dos clubes maranhenses. O alerta foi feito nesta terça-feira (24) pelo presidente da Federação Maranhense de Futebol (FMF), Antônio Américo, em entrevista ao jornalista Técio Dominici, no programa Mirante Esporte levado ao ar, a partir do meio-dia na Rádio Mirante AM.

De acordo com Antônio Américo, tanto os clubes do futebol maranhense quanto os do Piauí (Ríver e Altos) que estão na competição, reclamam da disparidade do quanto repassa a emissora para os participantes, já que estes recebem apenas R$ 170 mil, enquanto os representantes dos demais estados (Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia) têm direito a uma cota de R$ 600 mil, ou seja, R$ 330 mil a mais.

Antônio Américo diz que nesta quarta-feira vai ao Rio de Janeiro onde participa de uma reunião na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para uma reunião com os dirigentes da emissora detentora dos direitos de transmissão a fim de rever essa partição do dinheiro. Caso o problema não seja contornado, Moto e Sampaio podem desistir de continuar jogando, já a partir da segunda rodada.

Vale destacar que o Sampaio estreia nesta quarta-feira (25) contra o Sport do Recife, às 19h45, na capital pernambucana, enquanto o Moto tem sua primeira partida marcada para quinta-feira (26), 21h45, em São Luís, no Estádio Castelo.

Leave A Reply